29 setembro 2009

Campo Santo: O Retorno

Fizemos uma visita ao cemitério. Eu me senti dentro do meu texto¹, mais uma vez. Chegamos (eu, Paulo e a mãe dele) em salvador no sábado. Ficamos em casa naquele dia. E Tia Nailce: "Ah, Paulo! Tá muito chato. Eu quero caminhar, passear, sair!" Paulo tentou remediar, levou-a pra caminhar no outro dia.
.
E Tia Nailce: "Ah, Paulo! Você quer me matar? A gente caminhou como de Canarana para Irecê".
Paulo: "Mas não era o que você queria?"
Tia Nailce: "Não, eu quero visitar lugares interessantes, não é só ficar caminhando sem rumo e tudo bem. Você só me fez subir e descer ladeiras infinitas".
.
No outro dia, fomos para o Campo Santo, que é um cemitério muitíssimo lindo. Íamos entrando, e Tia Nailce: "Que chão lindo, olha as pedrinhas que bonitas. Pronto, gostei. Podemos voltar". Paulo esperneou. "Nãaaaaoooo, agora você vai olhar cada pedacinho desse cemitério!"Olhamos um bocadinho, um pedacinho de tudo. Eu só escrevi esse comentário longo para registrar um pensamento de Rodolfo:"Não podemos esquecer, essas pedrinhas que alguns acham lindas, chão por onde se pisa, tem por rejunto sangue!". Escravidão. O cemitério é de 1836. Eu achei bonito como ele disse.
.
[Se eu fosse uma menina, ficaria encantada e tentaria laçá-lo com as cordas sensuais da feminilidade. Teria acreditado que ele era sensível, lindo, inteligente e interessante. De que artimanhas a natureza não lança mão!]
.
Juliano Santana

60 comentários:

  1. esse rodolfo engana qualquer um, ele fala como se importasse, mas soh quer se divertir com as importancia dos outros!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho o comentário sobre a escravidão de uma imbecilidade galopante, e sobre o sangue do cemitério. Escravidão, coisas do gênero... como se hoje não fôssemos alvo da escravidão mais abjeta! Vamos parar de dar uma de intelequituais, ninguém sabe mesmo é porra nenhuma. Hoje eu estava dando aula na UNEB e vinha uma menina me falar da Igreja o lugar. Eu disse "menina, o que você conhece da história da Igreja?" Ninguém sabe pê-ene e fica aí palpitando! Vamos parar de masturbação intelectual que eu não aguento mais! O Campo Santo é muito bonito, é sinal de esperança! Não é como o Jardim da Saudade, uma coisa vaga! O Campo Santo tem a marca da Virgem Maria. Gosto muito de ver as imagens dela esmagando a serpente, o mal! Eu vi embaixo o post sobre o século do Nada. Só posso dizer: Maria sozinha destroi todo e qualquer niilismo. Quem tiver inteligência para compreender, que compreenda!

    ResponderExcluir
  3. Basta mãe pisar o solo da Cidade da Bahia que baixa o espírito do padre Vieira. Vocês viram como ela fala bonito? E isso porque Julião cortou boa parte das hipérboles barrocas. (Se Julião fosse fêmea, seria uma maria-dicionário. E das mais safadas...)


    O Mofino tá sem ibope mesmo, até no texto dos outros tão malhando o coitado (e já me disseram: não malham no dele pra não render comentários).


    Dimitri, você é amigo de Davi?

    ResponderExcluir
  4. Fato: vivemos hoje a mais abjeta escravidão. Eu já tive patrão e sei bem. Contudo, meu patrão não me açoitava. E nunca me fez derramar uma gôta sequer de sangue. Suor, sim. E olha que eu trabalhava em escritório!

    A escravidão de hoje é diferente da escravidão de outrora (a de 1836, precisamente!). Confundir-lhes é quase tão burro quanto confundir a escravidão clássica com a de braços negros.

    Quer dizer: o comentário sobre a escravidão não foi nada imbecil.

    ResponderExcluir
  5. Bem, por que deveríamos deixar de ser intelectuais? Alguém aqui preferirá ser pedreiro ou limpador de fossas? Ou então alguém preferirá buscar proteção em Ovinis, águas milagrosas e outras charlatanices?

    Quando você está com dor de cabeça você começa a rezar ou toma uma aspirina? Você fica a se benzer antes de uma relação sexual não-segura ou usa a camisinha?

    Somos uns miseráveis ignorantes, pobres reféns de nossa mesquinhez e perspectiva. Tudo verdade. Mas não nos entreguemos assim tão fácil e de mãos atadas à ignorância e superstição. Do contrário, para o caso de alguém ainda considerar PENSAR uma masturbação mental inútil, dê-me o endereço que eu envio por correio um exemplar qualquer da revista Playboy.

    ResponderExcluir
  6. Acho que Dimitri foi enviado por Urbano II para o séc. XXI, ou no mínimo acha que a fé vai curar a AIDS, o câncer e acabar com a fome no mundo.
    Alguém pergunta pra ele, se ele prefere a inquisição tb, e se ele acredita que ele veio da cegonha... Ele devia cair na real e enviar o endereço pra receber a playboy.

    ResponderExcluir
  7. 1º Juliano, a tua ignorância, o teu preconceito, o teu obscurantismo e a tua escravidão mental (que é mais abjeta, nociva e nefasta) niilista não te fazem perceber que os maiores intelectuais (com "cê" e não com "quê-u-i") foram cristãos e que a fé não é "mágica" como Morganna propõe mas consiste no alargamento da razão, aliás a fé é a coisa mais razoável que existe! Irrazoável é a punheta que tenta negar Deus! Juliano, você é tão obscurantista que não reconhece o valor do trabalho do pedreiro e do limpador de fossas, é tão ignaro que não consegue perceber que sem eles não estaria em sua casa agora.

    2º Com relação à masturbação mental, veja o que diz a grande Hannah Arendt em A Condição Humana:

    "O homem moderno não ganhou este mundo ao perder o outro, e tampouco, a rigor, ganhou a vida [como pensávamos]; foi atirado de volta a si mesmo, lançado à interioridade fechada da introspecção, na qual suas mais elevadas experiências eram os processos vazios do cálculo da mente, o jogo da mente consigo mesma [...] É perfeitamente concebível que a era moderna [como conseqüência disso] – que teve início com um surto tão promissor e tão sem precedentes de atividade humana – venha a terminar na passividade mais mortal e estéril que a história jamais conheceu" (ARENDT, 2005, p. 334).

    3º Morgana, a Playboy é melhor que qualquer punheta intelequitual. Porque na Playboy existe a atração vencedora da realidade, é melhor do que se perder em pensamentos vazios e sem substância, à la Jacques Derrida. Outra coisa: o que é a fé? Você tem que aprender que a prudência nos ensina que não deve falar de coisas que não sabemos do que se tratam.
    Mas pra você saber o que é a fé, posto aqui um e-mail que acabei de receber de uma grande amiga da Itália. Peço ao Senhor que alargue a sua razão e te dê inteligência para perceber as coisas. Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. "Queridos amigos, compartilho com vocês as coisas que tenho visto aqui, pois mesmo estando longe desejo está perto de vocês.

    Minha viagem começou com a aventura de levar comigo os dois cachorros de Benny (alguns sabem os detalhes dessa historia). Ainda no aeroporto de Salvador tinha Dimitri e Davi Torres que compartilhavam comigo essa aventura, que mesmo angustiada, chateada, preocupada e nervosa com os cachorros, o rosto dos dois ali me remetia ao fato de Cristo, pois pensava: nenhum outro amigo toparia essa aventura comigo, olhá-los me deixava mais tranqüila. Depois chegando em Milão fui recebida por Francesca e seu pai de uma forma extremamente acolhedora, seu pai depois do incidente que sofreu é um homem novo, vive Cristo, respira Cristo, fala de Cristo o tempo todo, não de forma banal, mas como presença concreta e efetiva, se vê que sua vida mudou, depois acompanhar Francesca que deve trabalhar e resolver as coisas do casamento também tem sido bonito e ontem fui surpreendida por dois fatos: fui a casa de uma amiga de Francesca (Laura), pois ela deveria trabalhar e lá vi uma senhora (mãe de Laura) que adotou uma criança com problema mentais, muda e surda, a felicidade e o abandono dessa mulher, que cuidava dessa criança me comoveu de tal forma que me veio um grito imediato "mas quem faz essa mulher, com essa idade, ter uma força assim para cuidar dessa criança?", era visível que uma força humana não bastava para sustenta-la. O segundo fato foi que ao final do dia eu, Francesca e seus amigos nos encontramos em um bar, lemos o livreto dos exercícios dos responsáveis e falamos das nossas experiências, depois Francesca me disse: fazemos isso como preparação para a escola de comunidade, pensei que também nós podemos fazer algo assim, nos encontramos antes de sábado para nos prepararmos, oportunidade essa também para estarmos mais juntos.

    Vejo aqui que realmente o método é único, não existe mudança de método a depender das pessoas, ou da situação ou do pais, o coração do homem é único e espera por uma única coisa: Cristo. As realidades, as circunstâncias são diversas, mas Cristo é o mesmo e esta presente sempre, essa é a grande novidade de todos os dias: Cristo dentro de tudo e de todos.

    E vocês como estão? O que tem feito? O que tem acontecido por ai?

    Um grande abraço, carrego todos vocês comigo.

    Milena"

    ResponderExcluir
  9. Olha, mas o que é isso Dimitri?

    Eu sequer estava me referindo a você, e você me atacou com palavras duras (logo depois de ter atribuido a Rodolfo uma "imbecilidade galopante" rsrs).

    Eu estava me referindo era a alguém que por ventura fosse capaz de atravessar uma rua sem olhar para os lados, porque acreditasse que a fé fosse salvá-lo.

    No entanto, tenho certeza que não se aplica a você. Você com certeza olha para os dois lados antes de atravessar uma rua. E toma remédios quando adoece. E procura médicos. Do contrário, você teria fé.

    Mas você só tem é medo.

    ResponderExcluir
  10. Juliano, o que é fé?
    Jesus ou é louco ou é Deus.
    Eu tenho certeza que Ele é o próprio Deus na carne.
    Tenho medos, sim, porque sou homem, e até Jesus teve medo. Era tão humano que na véspera de Sua morte, sabendo que ia morrer na Cruz (sabia-o por ser Deus e onisciente), suou sangue por todos os seus poros, caso que ocorre em circunstância de medo extremo. Qual o problema do medo?
    O medo é sinal de realismo. O homem que não tem medo, no fundo, é um louco ou um idiota. E o que diz não ter é mentiroso.
    Mas posso atravessar a realidade, a vida, porque Cristo ressuscitou, está vivo, mais vivo que eu e você. E eu tenho certeza disso!
    A minha certeza é esta: Cristo ressuscitou! E o Campo Santo é um belo sinal disso! Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Por que me tentas como o demônio tentou a Jesus?
    Compare o que me disseste com o que diz o Evangelho de Mateus, capítulo 4, versículos de 1 a 11. Por que ignorar o Evangelho, que é a base da nossa civilização?
    Para o demônio, também a fé é o que tu disseste. Mas volto a te perguntar: o que é a fé?
    Peço ao Senhor que ilumine a sua inteligência! Um abraço!

    "1 Em seguida, Jesus foi conduzido pelo Espírito ao deserto para ser tentado pelo demônio. 2 Jejuou quarenta dias e quarenta noites. Depois, teve fome. 3 O tentador aproximou-se dele e lhe disse: Se és Filho de Deus, ordena que estas pedras se tornem pães. 4 Jesus respondeu: Está escrito: Não só de pão vive o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus (Dt 8,3). 5 O demônio transportou-o à Cidade Santa, colocou-o no ponto mais alto do templo e disse-lhe: 6 Se és Filho de Deus, lança-te abaixo, pois está escrito: Ele deu a seus anjos ordens a teu respeito; proteger-te-ão com as mãos, com cuidado, para não machucares o teu pé em alguma pedra (Sl 90,11s). 7 Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus (Dt 6,16). 8 O demônio transportou-o uma vez mais, a um monte muito alto, e lhe mostrou todos os reinos do mundo e a sua glória, e disse-lhe: 9 Dar-te-ei tudo isto se, prostrando-te diante de mim, me adorares. 10 Respondeu-lhe Jesus: Para trás, Satanás, pois está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás (Dt 6,13). 11 Em seguida, o demônio o deixou, e os anjos aproximaram-se dele para servi-lo."

    ResponderExcluir
  12. Fé: é depositar esperança numa coisa que você não sabe o que é, e ainda assim achar que vai dar certo.

    Muitas pessoas têm fé. Eu não considero sensato, mas duvido que você esteja aberto a argumentação clara e coerente. Quando eu disser: é impossível uma mulher engravidar sem o concurso de um homem, você vai dizer MARIA. Eu vou dizer que ela deu para qualquer um, e você vai dizer que estou faltando com respeito.

    Amigo, palavra de honra que a Bíblia é ficção.

    Sobre nossa civilização estar fundada sobre a Bíblia, os fenícios tinham uma civilização esplendorosa sem suspeitar o que fossem Jeová e Alá. Além do mais, nossa civilização está pautada é sobre a ciência e o racionalismo. A religião é para as massas! Nós temos internet, energia elétrica, ônibus espaciais... Rezas não fizeram nada disso. Foi empirismo, cientificismo, racionalismo, em suma, tudo que contradiz a religião.

    ResponderExcluir
  13. 1º Esse seu conceito de fé não é o meu, não é o da Bíblia, nem o da Igreja. Como já te disse, é o do demônio. É também o do Iluminismo (que na verdade é uma brutal redução da razão). Esse conceito é totalmente irracional, elaborado pelos iluministas para humilhar a Igreja, para taxá-la como uma coisa desprezível, incoerente e anacrônica. Mas tudo isso é fruto de ignorância. Porque as pessoas não sabem o que é a fé verdadeira.
    Leia o Evangelho, e Paulo, Agostinho, Tomás de Aquino, Bento XVI: você vai ver lá que é a fé.

    2º Me prove que a Bíblia é ficção. Que certeza você tem disso? Ou é só um artigo da sua fé privada? Ou um mero arroubo de voluntarismo? Sou cético com relação ao seu ceticismo.

    3º Essa conversa de que a nossa civilização está fundada sobre a ciência e o racionalismo é conversa pra-boi-dormir. Nossa civilização está fundada sobre o primado da pessoa e da sua liberdade e dignidade, sobre o valor do trabalho e da construtividade, que nos deram as escolas, os hospitais, as catedrais, e as universidades, fundados todos pela Santa Igreja. É só mostra de igniorância falar que a Igreja só apela às rezas. É preciso ser cego e negar todo o legado que a Igreja nos deu e nos dá até hoje. É impossível compreender a História prescindindo de Cristo e da Sua Igreja.
    Por isso, caímos no niilismo. Porque somos cegos. Quem tiver olhos para ver que veja.

    4º Não acho falta de respeito duvidar da virgindade de Maria, acho falta de inteligência. Porque Deus pode tudo. Quyem é você pra dizer o que Deus pode e o que não pode fazer? Se Ele quiser botar um ovo gigante e sair do Campo Grande, é você que vai dizer que Ele não pode fazer isso? Este é o escândalo da arrogância e da escravidão moderna: pretender ditar a Deus (e até aos outros) o que se deve e o que não se deve fazer. Mas Maria sozinha esmaga todo o niilismo, para quem tem os olhos bem abertos. Todas as pessoas que vão aos santuários marianos, à Lourdes, à Fátima, à Aparecida, será que são débeis mentais, têm alucinação coletiva, ou será que estão vendo alguma coisa?
    Meu amigo, existe a categoria da possibilidade. ou o teu positivismo já a eliminou? E se tudo isso for verdade, você já parou pra pensar nisso?

    ResponderExcluir
  14. Já parei pra pensar em tudo que você disse, bem como já li o Evangelho e Tomás de Aquino. Já pensei na possibilidade de as coisas que a Bíblia diz serem todas verdadeiras, e já avaliei a possibilidade de Deus existir e eu ser apenas um coitado dissidente que o despreza ou ignora.

    Mas eu acho falta de inteligência é achar que se eu soltar uma pedra a meio metro do solo ela vai flutuar. (Espera, vou fazer o teste com minha sandália... Caiu!). Acho igualmente falta de percepção achar que uma mulher pode engravidar sem espermatozóides. Se Deus pode fazer isso, quero que ele me fulmine agora! (Nada!) Se Deus é bom e poderoso, quero que ele acabe com o problema mundial da fome agora. (Nada!). Deus e a Igreja estão cagando e andando para as pessoas. (Perdão, justiça seja feita: alguns segmentos da Igreja são de pessoas de coração bom e sincero. No geral, contudo, são gente que eu não gosto).

    A maioria dos religiosos não passam de moralistas que vivem assim: Viva sob a minha moral ou te destruirei! E dizem que agem em nome de Deus. Ora, por que você não acredita nos deuses do egito antigo, nos deuses gregos ou no deus muçulmano? Pelo mesmo motivo eu não acredito no seu.

    Deixem cada um viver como bem entender! Você é apaixonado por deus, mas eu não. Mas sobretudo não distorçam as coisas. Eu posso mostrar de que maneira um óvulo reage com um espermatozóide para produzir um feto. Explico passo a passo para quem quiser, ou então aproveite e pegue um manual de biologia. (Se não bastar, você pode assistir o fenômeno ao vivo com a ajuda de micro-câmeras).

    Mas se você for me explicar a divisão das águas no Mediterrâneo, a gravidez de Maria, Jonas saindo vivo da baleia, a ressucitação de Jesus, somente vai poder dizer: "Eu não vi! Mas acredito". Eu retrucarei, "baseado em quê?" E você novamente: "Em minha fé".

    Use sua fé só para você; aproveite e salve-se!
    Eu não quero nada com a fé.

    ResponderExcluir
  15. Caro amigo, eu sei muito bem que uma mulher precisa de espermatozóides para engravidar, senão configura-se a partenogênese. O que eu estou questionando é a certeza absoluta que os Iluministas dizem da impossibilidade de que uma virgem possa ser mãe. Concretamente, isto significa a impossibilidade de uma intervenção divina. Por que Deus não poderia intervir? Como podemos garantir que não? Com que nível de certeza? É isso que eu não engulo!

    Outra coisa que eu não aceito é o que Jacques Derrida-ou-desce disse a respeito da ressurreição nossa, que seria impossível: como ele pode afirmar com tal certeza? Quem me prova que eu não posso ressuscitar? Como disse Blaise Pascal: "O que será mais fácil a Deus, criar-te, ou seja, chamar-te do nada ao ser, ou ressuscitar-te, ou seja, chmar-te do ser novamente ao Ser?" (porque a palavra res-suscitar significa "suscitar novamente, chamar novamente do ser").

    Volto a te perguntar: e se tudo isso for verdade?
    Eu acredito baseado na minha razão! A fé não pressupõe fé para ser fé, isso é tautologia, a fé pressupõe a razão. Se você quiser saber porque eu tenho fé, a gente pode marcar um dia para tomar uma cerveja. Eu creio porque eu vejo!

    O que é que você busca na vida? Porque aquilo que você procura existe efetivamente, o que corresponde a você de fato existe, você só precisa olhar com os olhos bem abertos!

    E se for verdade?

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  16. ninguem tem certeza da existencia de uma divindade, certeza que me sujere comprovaçao, é claro, comprovaçao que me sugere saber, saber que desnecessita crença, (eu nao acredito que eu tenho cinco dedos numa mão, eu sei que eu tenho)(eu não sei se deus existe, eu ACREDITO que não) tão insano quanto a crença num deus é a necessidade de insana ela ser, não faz sentido ter certeza da existencia de deus.
    certeza é tão iluminista!
    outra coisa que não faz sentido é essa discussão acima!

    ResponderExcluir
  17. Kabelo-com-ká,
    1º Eu não tenho certeza da sua existência. Será que você não passa de uma ilusão idi-ótica?
    2º Tenho que juntar duas santas às que eu já venero (amanhã é dia de Santa Terezinha - e respeito é bom com a santa, porque é o nome de minha mãe, quem quiser me xingar, me xingue, mas ai de quem xingue aquela que me pôs nesse mundo...): a Santa Paciência que precisa mitigar os efeitos da Santa Ignorância. Quem disse que fé é crença? Ô, ilusão idi-ótica, você deveria saber que é um método de conhecimento indireto por meio de testemunha, usado no tribunal...
    Kabelo-com-ká, você devia pegar a sua certidão de nascimento (que não é uma ilusão idi-ótica, suponho) e ver lá "certifico e dou fé". Que palavra você vê lá? FÉ! Significa "conhecimento indireto por meio de uma testemunha!" A fé é um método de conhecimento, PORRA! Exige a razão, cambada! Ô bando de punheteiro metido a intelequitual, vamos parar de falar do que não se sabe! Vamos estudar que é bom, cambada!
    O Iluminismo é obscurantismo, já diz Eric Voegelin! Este blog é a prova mais viva disso! O cristianismo é a vitória da inteligência!
    Você não tem certeza de porra nenhuma, é um cético metido a merda, desesperado e odiando a tudo e atodos, a começar por você mesmo, como falou Nietzsche no livro A Gaia Ciência: "este pendor para o verdadeiro, para a realidade, para o inaparente, para a certeza: como me dá raiva!"
    Quem tiver ouvidos para ouvir, que ouça!

    ResponderExcluir
  18. Veja bem, Dimitri, não me meto nessas discussões religiosas simplemente porque não tenho paciência. Defendo a tolerância e a liberdade de cada um defender o que crê ou descrê (o que é diferente de atacar) e minha liberdade de ficar na minha.

    Agora, acho um exagero, e até ofensivo, chamar o blog de obscurantista. É o mesmo que me chamar, como editor, de intolerante. Sem entrar em discussões meritórias, o blog está aberto a textos que eu discorde do conteúdo. Tanto é, que até convidei Davi, que tem opiniões explicitamente discordantes das minhas, para escrever um texto aqui, sobre o que ele quisesse.

    ResponderExcluir
  19. ofensas nao devia fazer parte de seu discurso dimitri!
    não trato debates como disputas, pra mim é uma boa troca de informação, eh interessante o modo com que as pessoas pensam, fica mais interessante ainda quando é diferente a forma e o conteudo dos pensamentos.
    eu tenho uma bagagem de informções que voce nao tem e vc tambem tem um outra bagagem de informaçoes que eu nao tenho, eh interessante agente saber abrir mão de fundamentalismos pra poder refletir em uma pespectiva diferente.
    tenho uma familia religiosa e me dou bem com ela, se não posso me dar bem com você não quero que dirija palavra alguma a mim, não mereço tanto esforço de sua parte.
    e não entendo porque masturbação me parece algo perjorativo em seu texto, eu aprendi que bater punheta é uma coisa saudavel e nao vejo mal em ser um punhetero.
    .
    por favor não me leve a mal.
    eu sou ateu e tenho direito a isso, se deus existir e quiser me punir eu me resolvo com ele, dispenso sua preocupação, não acho que preciso acreditar num deus pra ser um bom homem!

    ResponderExcluir
  20. Tenho paciência com crianças, velhinhos, com um monte de gente chata.
    Mas com crente não!
    afff

    ResponderExcluir
  21. Tenho paciência com crianças, velhinhos, com um monte de gente chata.
    Mas com crente não!
    afff

    ResponderExcluir
  22. Ah Jovem Dimitri,os ateus tira a minha paciência até mais que os religiosos, mas que tal fazer uma ligação para as criancinhas da Faixa de Gaza e dizer para elas: pensem com bastante fé num bom prato de feijão, tenho certeza que vocês vão dormir mais satisfeitas e enfastiadas!

    ResponderExcluir
  23. Porque Geórgia isso não é fé. Eu não vou ficar aqui discutindo o que é fé. Já disse tudo acima, se alguém de vocês tiver um interesse verdadeiro em discutir é só entrar em contato comigo, por orkut, por exemplo. Não tenho nenhum problema em discutir com quem procura a verdade. O que me incomoda são as pessoas falarem do que não sabem. O que você chamou de fé chama-se sugestão.

    Me diga uma coisa: você se preocupa com as crianças famintas da sua cidade? Das ruas do seu bairro? Você não está nem aí para as crianças da Faixa de Gaza (porque se não ama o que vê, como amará o que não vê?), e quer me dar lição de moral? Como disse o Papa Bento XVI na encíclica Spe salvi (Salvos na Esperança): "No fundo, o ateísmo é um moralismo!"

    Se você não tem preconceitos, veja o que São Tiago diz como proceder num caso desses: (Epístola de S. Tiago, capítulo 2, versículos de 14 a 26)!

    14 De que aproveitará, irmãos, a alguém dizer que tem fé, se não tiver obras? Acaso esta fé poderá salvá-lo? 15 Se a um irmão ou a uma irmã faltarem roupas e o alimento cotidiano, 16 e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, mas não lhes der o necessário para o corpo, de que lhes aproveitará? 17 Assim também a fé: se não tiver obras, é morta em si mesma. 18 Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras. Mostra-me a tua fé sem obras e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. 19 Crês que há um só Deus. Fazes bem. Também os demônios crêem e tremem. 20 Queres ver, ó homem vão, como a fé sem obras é estéril? 21 Abraão, nosso pai, não foi justificado pelas obras, oferecendo o seu filho Isaac sobre o altar? 22 Vês como a fé cooperava com as suas obras e era completada por elas. 23 Assim se cumpriu a Escritura, que diz: Abraão creu em Deus e isto lhe foi tido em conta de justiça, e foi chamado amigo de Deus (Gn 15,6). 24 Vedes como o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé? 25 Do mesmo modo Raab, a meretriz, não foi ela justificada pelas obras, por ter recebido os mensageiros e os ter feito sair por outro caminho? 26 Assim como o corpo sem a alma é morto, assim também a fé sem obras é morta.

    ResponderExcluir
  24. Nossa, o humor de Géo está cada vez mais corrosivo!

    (o outro a gente já sabe que não tem tato para nenhum senso de humor)

    ResponderExcluir
  25. Agora eu quero fazer um comentário sério, um comentário de verdade, ao invés de ficar jogando merda no ventilador para ver o que dá.

    Como se sabe, O Campo Santo é de 1836. Por aquela época, as pessoas procuravam enterrar seus entes queridos em territórios dito santos, por exemplo no interior das igrejas.

    Só que apareceram uns estudiosos franceses dizendo que podia ser perigoso para a saúde da população um contato tão íntimo dos vivos com cadáveres e, por isso, o Estado decretou que estava proibido enterrar as pessoas no interior das igrejas, bem como que os cemitérios deveriam ser construídos afastados das cidades, a partir de então. Foi um alvoroço!

    As pessoas se desesperaram com a situação, porque, em sua psicologia rústica, a única coisa que percebiam era que não sendo enterrados em terreno santo minguavam as suas chances de salvação! E revoltaram-se com isso. É a única revolta de que eu já ouvi falar contra um cemitério. A população destruiu-o por inteiro, como protesto contra aquela lei que diziam que não iriam ser enterrados dentro das igrejas.

    Se você for hoje lá naquele cemitério e entrar na Igreja vai ver um monte de criptas funerárias no subsolo da igreja, e datadas: 1859, 1914, 1871, etc. Ou seja, a população (os ricos, pelo menos) conseguiram o direito de ser enterrados onde queriam, para benefício de suas almas.

    Os filhos da diáspora africana, homens de pele escura, eram abandonados em qualquer vala afastada e clandestina. Que importavam aos padres e às autoridades o destino daqueles estropiados? Ninguém se importava que os negros, não sendo enterrados nas igrejas, tivessem as suas almas condenadas à danação. Ah, eu me esqueci: A igreja, no século XIX, achava que negro não tinham alma!

    ResponderExcluir
  26. Mais informações sobre a Cemiterada (como ficou conhecida a revolta contra o Campo Santo), pode ser encontrada no livro A Morte é Uma Festa, do historiador João José Reis.

    REIS, João José. A morte é uma festa: ritos fúnebres e revolta popular no Brasil do século XIX. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

    ResponderExcluir
  27. Quanta ignorância, meu Deus! Vejam a Bula que o Papa Paulo III publicou em 1537:

    Bula Veritas Ipsa

    Papa Paulo III

    Paulo III, a todos os fieis Cristãos, que as presentes letras virem, saúde, e benção Apostólica.


    A mesma Verdade, que nem pode enganar, nem ser enganada, quando mandava os Pregadores de sua Fé a exercitar este ofício, sabemos que disse: Ide, e ensinai a todas as gentes. A todas disse, indiferentemente, porque todas são capazes de receber a doutrina de nossa Fé. Vendo isto, e invejando-o o comum inimigo da geração humana, que sempre se opõe às boas obras, para que pereçam, inventou um modo nunca dantes ouvido, pera estorvar que a palavra de Deus não se pregasse às gentes, nem elas se salvassem. Pera isto, moveu alguns ministros seus, que desejosos de satisfazer a suas cobiças, presumem afirmar a cada passo, QUE OS INDIOS das partes Ocidentais, e os do Meio dia, E AS MAIS GENTES ( ESCRAVOS) , que nestes nossos tempos tem chegado a nossa noticia, hão de ser tratados, e reduzidos a nosso serviço como animais brutos, a título de que são inábeis para a Fé Católica: e socapa de que são incapazes de recebê-la, OS PÕEM EM DURA SERVIDÃO, e os afligem, e oprimem tanto, que ainda a servidão em que tem suas bestas, apenas é tão grande como aquela com que afligem a esta gente.


    Nós outros, pois, que ainda que indignos, temos as vezes de Deus na terra, e procuramos com todas as forças achar suas ovelhas, que andam perdidas fora de seu rebanho, pera reduzi-las a ele, pois este é nosso oficio; conhecendo que aqueles mesmos Indios, como verdadeiros homens, não somente são capazes da Fé de Cristo, senão que acodem a ela, correndo com grandissima prontidão, segundo nos consta: e querendo prover nestas cousas de remédio conveniente, com autoridade Apostólica, pelo teor das presentes letras, determinamos, e declaramos, que os ditos Indios, e todas as mais gentes que daqui em diante vierem à noticia dos Cristãos, ainda que estejam fóra da Fé de Cristo, não estão privados, nem devem sê-lo, de sua liberdade, nem do dominio de seus bens, e que não devem ser reduzidos a servidão. Declarando que os ditos índios, e as demais gentes hão de ser atraídas, e convidadas à dita Fé de Cristo, com a pregação da palavra divina, e com o exemplo de boa vida.


    E tudo o que em contrário desta determinação se fizer, seja em si de nenhum valor, nem firmeza; não obstante quaisquer coisas em contrário, nem as sobreditas, nem outras, em qualquer maneira.


    Dada em Roma, ano de 1537, aos nove de Junho, no ano terceiro de nosso Pontificado.

    ResponderExcluir
  28. Desculpe Dimitri, mas eu me referia ao século XIX.

    Em 1537 não havia nem escravidão negra ainda. Não serve. Agora encontre um documento de 1801, por favor.

    ResponderExcluir
  29. O texto de 1537 fala de índios... Eu estou falando de negros!

    E mesmo o Paulo III reconhece maus-tratos: "os indíos das partes Ocidentais, e os do Meio dia, e as mais gentes , que nestes nossos tempos tem chegado a nossa noticia, hão de ser tratados, e reduzidos a nosso serviço como animais brutos, a título de que são inábeis para a Fé Católica". Não é ficção da cabeça minha cabeça, Dimitri.

    Parece que o Paulo III foi verdadeiramente Piedoso. Ele reconhece o problema, e tenta combater. A Igreja é famosa por ter defendido os índios no início do período colonial, muitas vezes em confronto com o próprio Estado.

    Mas a instituição Igreja legitimou e apoiou a escravidão no Brasil por 300 anos. Eu não sei o que você ainda pretende dizer sobre isso. Eu no seu lugar já tinha ficado quieto, porque você está se passando por ridículo e nesse momento é motivo de chacota de todos quanto lêem os seus comentários, comentários fanáticos como os de um homem-bomba muçulmano.

    Você envida esforços para nos convencer de sua fé, mas já deixamos claro que não queremos esse seu produto.

    Use sua fé para salvar só a você mesmo! Eu, de minha parte, prefiro que você não se digne responder-me, porque me aborrece ter de ler suas tentativas insistentes e irritantes. Não quero ter o trabalho de ter que falar com você de novo, pois que é um trabalho inútil e que não me dá nenhum prazer.

    Com sinceridade, seja feliz com sua fé em seu deus e na igreja, e sobretudo seja um homem de coração bom. Mas desapareça da minha frente!

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Dimitri meu caro você, você fez suas considerações e obviamente não é um iletrado, nem tosco, por isso Kabelo se colocou muito bem quando diz que ofensas não deviam fazer parte de seu discurso, mas não se preocupe, Juliano argumentou ao seu favor quando disse que você não tem tato para nenhum senso de humor. Agora sinceramente acho um cu nêgo que não sabe discutir e dar opinião sem ofender pessoalmente aos outros e, neste caso, só se aceita coisas bonitas e maravilhosas ao que se escreve do seu assunto predileto. Ah, pro caralho!!! É um saco aguentar "fãs". Com certeza nem o próprio Jesus Cristo suportava esse tipo de gente. Só um conselho: se queres argumentar, faço-o contra ou a favor, mas partir para o lado pessoal é, no mínimo, um atestado de mediocridade.

    ResponderExcluir
  32. Morro de ri com isso aqui!O caos está instalado por esse tipo de intolerância, tanto de crentes quanto de não crentes, ou seja, intolerantes de qualquer campo!
    Acho muito engraçado jovens dizerem que gostariam muito de viver na época da ditadura ... (risos)Sinto-me muito bem onde estou porque posso e tenho direito de expressar qualquer idéia que me ocorra. Dentro dessa lororota toda só quero deixar aqui a sugestão de encerrar esse debate(que tá mais pra briga em mei de feira só que com uma nova roupagem) que não nos levará a nada. Quem quer crê, quem não quer também tem o direito (só espero que quando algum de nós chegue a derradeira hora possa voltar e dizer: "Ah otário, eu não disse!"). Vamos honrar todo o esforço feito para se chegar onde estamos e ouvir de maneira tranquila e tolerante as opiniões a serem dadas. Caso contrário acho de bom grado nem se colocar, já que não sabe como se portar.Enfim...¬¬

    ResponderExcluir
  33. Pequena opinião de um imbecil galopante.

    Primeiro Ato

    Dimitri:
    - É.
    Juliano
    - Não é.
    Dimitri:
    - É.

    Ultimo ato

    Juliano:
    - Não é.
    Dimitri:
    - É.
    Juliano:
    - Não é.

    Olhando assim de longe, tenho a sensação de ver a mesma força com vetores opostos. Não consigo ver muito bem a diferença entre os dois times no campo. Ambos jogam com a camisa da mesma cor, correm atrás da mesma bola e tem os mesmos objetivos – em campos diferentes. Antes de começar o jogo ta tudo claro, mas quando o juiz apita embola todo mundo no meio de campo. Eu não sei qual das duas verdades me deixa mais confuso, tenho o receio de estarmos apenas trocando um deus por outro.

    Como disse alguém por ai: Tem gente inteligente que me convence que sim, tem gente inteligente que me convence que não. Sinceramente em não consigo pensar nada alem disto.

    Parece que ambos não estão satisfeito com as sua salvação. Minha impressão é que o inferno de Dimitri e construído pela insensatez de Juliano, e o céu de Juliano é constantemente ameaçado pela fé de Dimitri.

    Se Juliano estiver certo, que bom! Estamos certos! Se Dimitri estiver, melhor ainda! Afinal, Deus nos deu o livre arbítrio para errar.

    Pocotó, pocotó, pocotó...

    ResponderExcluir
  34. Geórgia, um parêntese. È bastante complicado separar o homem de suas opiniões. Por exemplo, seu eu xingar seu ultimo comentário, quem estou ofendendo, você ou sua opinião? Só pra eu me situar melhor nestas questões.

    Ah! “Idi-ótica” foi uma péssima piada. Péssima mesmo. Onde estão ensinando estas coisas.

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  38. Eu concordo com Dimitri!

    ResponderExcluir
  39. Ahn rapaz, agora entendi. Se o Dimitri tivesse trançinhas, Julião ia sair correndo atrás dele no recreio pra puxá-las, e ia dormir feliz se ele te desse um tapa, né? Que nem acontecia quando ele se apaixonava por uma guria de trancinhas na alfabetização. Cuidado que Rodolfo vai ficar triste, moço, você paquera ele no texto e depois vem com essa!

    ResponderExcluir
  40. Dimitri, vamos deixar esse bando de Tolos em paz. Eles não sabem o que dizem, perdoai!

    ResponderExcluir
  41. Juliano diz:
    o cara quer me queimar na Inquisição

    Pablo diz:
    quem deveria ser queiado era paulinho
    por ter convidado esse bosta

    Juliano diz:
    paulo não convidou...

    Pablo diz:
    convidou p escrever
    vc n viu ele dizendo em um comentário

    Juliano diz:
    paulo convidou Davi. Davi quem chamou esse outro aí.

    Pablo diz:
    Davi convidou o Dimitri? Ele será castigado por Deus por um pecado desses. E antes deveria ainda ser submetido ao Suplício, ser estripado em praça pública até pedir Misericórdia e reconhecer seu engano, só então a gente dava o direito a ele de morrer em paz com uma machadada decepando aquela cabeça grande.

    (sexta-feira, 2/10/09, 11:00h)

    ResponderExcluir
  42. Pablo não presta pra política. O msn sempre delata ele. Cuidado com o Martelo das Bruxas!

    E Davi, que nem se pronunciou, virou o bode espiatório... (É agora que Rodolfo dá um suspiro de alívio, tudo é bom quando acaba bem, ou qualquer coisa parecida).

    Parabéns a Julião pelo post mais comentado que os de Daniel Piza.
    (Estávamos como os donos de emissora de tv que ficam arrancando os cabelos porque o texto de Rodolfo não tem comentários: "precisamos de audiência, não importa como!").

    Até a próxima, pessoal.

    ResponderExcluir
  43. Paul Joseph Goebbels2 de outubro de 2009 13:37

    Alguns já devem ter notado que Dimitri é um personagem inventado pelo Blog para causar polêmica e gerar comentários. Não se surpreendam ao descobrir que Dimiri é o próprio Juliano. Jogada inteligente do Confraria, mas vocês não imaginavam que eu passaria aqui para desmascará-los. Foi fácil perceber, eu inventei essa estratégia.

    ResponderExcluir
  44. Rapaz, vocês gostam de uma punheta, é impressionante...
    Querem que eu mande pra vocês a aula que o cardeal Ratzinger deu na Sorbonne em 1999, sobre o cristianismo como a vitória da inteligência?
    Mas como o cristianismo é a religião da festa (o primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho, PORQUE JESUS É O CARA!), prefiro discutir essas coisas regado a cerveja ou a vinho, se preferirem!
    E por favor: não façam começar a ter saudades da santa Inquisição, porque ela como disse Chesterton, foi "uma batalha pela razão", uma tentativa (desesperada, concordo) de salvar a razão, para ver se evitava dar no que deu hoje: a transvaloração da razão, com Nietzsche, Derrida-ou-desce, Deleuze, Baudillard & cia: a morte do pensamento!

    ResponderExcluir
  45. Ser cristão é muito mais inteligente do que ser cético ou ateu. Se não houver nada, vivemos uma vida muito mais intensa, cheia de certezas, esperanças e amor. Os cristãos são inequivocamente mais felizes! Quem tiver olhos para ver, que veja! Aliás, o que primeiro me atraiu no cristianismo foi o sorriso de uma menina que eu conheci no Sartre. Eu ficava impressionado como ela conseguia ser tão feliz, enquanto que eu, com todas as minhas elucubrações era triste, infeliz e abatido... tornei-me cristão, abracei a fé, fui o Papa Bento XVI em São Paulo, a quem eu amo, porque ele é o homem mais inteligente e mais vivo da atualidade, seguir este homem me faz feliz! Bento XVI nos quer felizes, por isso eu sigo esse cara!
    Mesmo que o cristianismo não passe de uma ilusão, só a vida infinitamente mais feliz que ele proporciona já é lucro.
    Por outro lado, e se eu estiver certo? O que Jesus promete aos que O seguem? O cêntuplo: viver cem vezes mais, e por fim, a "vida eterna", a plenitude!
    Conclusão: Apostar na fé é a melhor aposta, porque a gente ganha!
    Eu creio porque eu vejo!
    A Ressurreição hoje é mais forte do que há 2000 anos! Seu poder chega até os últimos rincões da África, atingiu uma moça chamada Vicky, às portas da morte por causa da Aids, que foi fulminada pelo olhar amoroso de uma cristã, Rose, olhar amoroso que era o próprio Jesus, que está vivo, e se identifica com a Sua Igreja hoje. Esta mulher, abraçada no mais íntimo do seu ser, foi reerguida do nada para o qual afundava por um olhar que lhe disse "você é maior que a sua doença!"
    Esta mulher estava nos Estados Unidos contando a sua história, em palestras intituladas Razões para a esperança, e eu mesmo, na Sociedade Bíblica Americana, em Nova York, por volta das oito da noite, do dia 24 de fevereiro deste ano, fui abraçado por esta mulher, e pude experimentar em mim mesmo o abraço do qual ela foi objeto. Eu fiquei extremamente grato e reconheci: "A Ressurreição me abraçou! Eu fui abraçado pela Ressurreição!" Eu posso crer porque eu vejo, a força da ressurreição em ato!

    ResponderExcluir
  46. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  47. quem está comigo na campanha, "morte a dimitri"?

    ResponderExcluir
  48. Eitaaaa... que o movimento religioso é divertidíssimo hein.

    Oh grande Dimitri, meu caro só uma pergunta de boa: você é levemente inclinada ao boiolismo? Qual o problema dos caras mandarem bem pra caralho nesse universo das punhetas?

    Outra coisa, num mundo livre e democrático as pessoas podem pensar o que bem quiser e manifestar qualquer tipo ou espécie de opinião.
    Relaxa moço.

    ResponderExcluir
  49. Td mundo estava comentando aki na maior pacificidade, apenas expondo seus pontos de vista, e Dimitri agredindo com gosto, tds que comentaram aí cima. Vc não sabe o que é respeito não? Mostre seu ponto de vista sem ridicularizar ninguém, seja homem o suficiente e maduro para reconhecer a importância do conhecimento e a decadencia da ignorância.
    mas se vc não consegue ser maduro, continue a tentar convencer que o nosso Deus é o único que salva. Sou católico e não doente como vc.

    ResponderExcluir
  50. Tenho uma pena de dimitri. Por ele ser tão ignorante ao ponto de acreditar que punheta é algo ruim...
    Outra coisa, "fui o Papa Bento XVI em São Paulo, a quem eu amo, porque ele é o homem mais inteligente e mais vivo da atualidade" pelo amor de Deus, alguém apresente o mundo ao Dimitri.
    Caro Dimitri, você está nos convencendo tanto com suas opniões que cada dia mais surge alguem comentando aqui implorando pra vc sumir do universo.
    Se toca, suas idéias estão mais que ultrapassadas,será que vc tb acha que sexo só é pra reprodução? Que não se deve usar camisinha? E que lugar de mulher é na cozinha? Vc é simplesmente ridículo Dimitri e seus comentários são como vc, ridículos.

    ResponderExcluir
  51. Td mundo estava comentando aki na maior pacificidade, apenas expondo seus pontos de vista, e Dimitri começou a agredir com gosto, tds que comentaram aí cima. Vc não sabe o que é respeito não? Mostre seu ponto de vista sem ridicularizar ninguém, seja homem o suficiente e maduro para reconhecer a importância do conhecimento e a decadencia da ignorância.
    Como vc quer que alguém dê crédito ao que vc diz, se escreve tão mal e ainda agride a todos?
    Era óbvil que mais cedo ou mais tarde tds sentisse ódio de vc.
    Mas se vc não consegue ser maduro, continue a tentar convencer que o nosso Deus é o único que salva, de uma maneira "tapada". Sou católico e não doente como vc.

    ResponderExcluir
  52. Ufa! Anônimo salvou a reputação dos católicos!
    rsrs

    ResponderExcluir
  53. http://miltonribeiro.opsblog.org/2009/10/02/os-ateus-sao-pessoas-mas/

    ResponderExcluir
  54. Vc está de parabéns, Anônimo.

    ResponderExcluir
  55. Essa discussão ainda rola?
    Ao menos é divertido ver alguém dizer que o papa é o homem mais inteligente do mundo... srsrs Será motivo para chorar?
    Acho que vou acabar aderindo a campanha "morte a dimitri".

    ResponderExcluir
  56. Fico feliz se me odeiam! É sinal de que vivo uma experiência evangélica. Obrigado por confirmarem o meu "sim" a Cristo e ao Seu Papa. Um abraço!

    “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro, me odiou a mim” (João 15,18)

    "Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós". (Mateus 5, 11-12)

    ResponderExcluir
  57. E porque é que te hás-de preocupar com uma palha no olho do vizinho quando tens uma tábua no teu próprio olho? Como poderias dizer: 'Amigo, deixa-me ajudar-te a tirar essa palha do teu olho , quando afinal tu mesmo tens uma trave no teu? Isso é hipocrisia! Liberta-te primeiro do que tens na vista e depois então poderás ver para ajudar o teu irmão.
    Mateus 7:3-5
    especialmente para Dimitri.

    ResponderExcluir
  58. “Amaras o teu próximo como a ti mesmo”. Mateus 22:39
    È muito difícil seguir a biblia não é Dimitri?
    Afinal parece q vc repudia os ignorantes.
    hihihihi... Tadinha de mim...

    ResponderExcluir
  59. Pablo continua muito sacana!
    Eu me divirto lendo esses comentários...
    kkkkkk

    ResponderExcluir