08 dezembro 2009

As incríveis aventuras de Cícero

Não sou um conhecedor dos procedimentos divinos da salvação. Aparentemente há um céu e um inferno, antigamente tinha também um purgatório, mas acho que já o fecharam. De acordo com fontes confiáveis, o mundo espiritual é praticamente isto, o básico. Se você é um sujeito bacana, céu, se não, fogo. O Divino tem uma burocracia judicial bastante simples.



Acho que muitos tiveram a oportunidade de acompanhar, este ano ainda, a polêmica entre a Igreja Católica e um caso de aborto realizado aqui no nordeste. Parece que era uma situação de risco para a vida da mãe, uma menina novinha. Todo mundo comentou, até o presidente. Quando a poeira baixou sobrou para o pobre do médico (no sentido espiritual da palavra pobre). Havia sido ele excomungado, e caso não se arrepender – o verbo é no infinitivo, pois ainda cabem recursos - jamais passará pelos dourados Portões de São Pedro. Fiquei meio pensativo na época, mas quando li a Piauí_35 não resisti, comecei a escrever este texto.


Segundo a matéria, Padre Cícero Rumão Batista, indivíduo fazedor de milagres, benzedor de punhal de jagunço, prefeito e santo informal, foi totalmente desobediente à hierarquia clerical. Pecado gravíssimo, com punição mais séria ainda. Acesso negado ao céu, segundo a Congregação para Doutrina da Fé. Ou seja, Ciço, no exato momento, está em maus lençóis.


Mas e as levas de romeiros que peregrinam de C-10 para Juazeiro do Norte? E as promessas, e os documentários da TVE, como ficam? Foi por questões como essa que o caso do Padre foi reaberto. De todas as maneiras possíveis, tentarão devotos e intelectuais, e intelectuais devotos também, porque uma coisa não elimina a outra, reconciliá-lo a Santa Igreja. O que é coerente com a expectativa dos cidadãos do Crato, e do comércio local também, que não deixa de ser devoto. Deus me livre questionar a fé dos comerciantes.


Tudo bem. Justiça, antes tarde do que nunca. Mas esperai ai! E onde o Padim estava esse tempo todo? Depois que morreu sua alma foi pra onde? Para o céu é que não foi. A Igreja foi enfática quando mandou fechar os portões do paraíso se um certo Ciço aparecesse por aquelas bandas. De acordo com minha pouca teologia só pode estar naquele outro lugar. E aí, vão fazer o que? Alguém tem que contar esta estória direito. Ou vai sobrar para o Padre.


Imagine: depois de uns setenta anos aperreados naquele lugar, já quase acostumado àquela rotina de mau gosto, aquele cheiro de dendê – o inferno que imagino tem muito cheiro de dendê - recebe uma visita. Um jovem estagiário de gravata, algumas espinhas disfarçadas na pele vermelha e chifrinhos discretamente aparados. O rapaz dirige a palavra para o torturador de plantão:


- Vivaldo. Retire o Sr. Romão da grelha giratória e leve-o para sala 506. Agora Vivaldo! Depois está dispensado.


Pouco tempo depois, Um pouco capenga ainda, sentado em um sofá de couro de nazista, Cícero aguarda na sala. Enquanto observa a decoração, percebe que o couro do sofá ainda está no dono. Logo chega o rapazinho que sem cerimônia anuncia:


- Sr. Cícero. Gostaríamos de informá-lo que o processo referente à sua transferência para o Reino dos Céus foi efetivada com sucesso. O senhor vai estar podendo subir a partir do momento que o Representante lá da Terra homologar seus documentos. Espero que tenha apreciado estes 75 anos aqui.


Ah, seu eu fosse ele! Só de raiva eu não subia. Dava um calundu na sala e mandava Vivaldo ir ligando a grelha.
Rodolfo Carneiro

11 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkk, grelha giratória... num aguentei.

    ResponderExcluir
  2. Cheiro de dendê me parece o inferno tb. E com uma pitada de asfalto!
    .
    .
    Mufino? se dimitre le fizer qualquer ameaça me avise! nao deixe ninguem preocupado.

    ResponderExcluir
  3. E o melhor é que pelo visto a grelha é elétrica, daquelas de ligar. Inferno moderno que só!

    Ah sim, Deus me livre questionar a fé dos comerciantes [2].

    ResponderExcluir
  4. Ah, Cabelo, o Mofino não tem medo da possível excomunhão. Não viu a última frase? Qualquer coisa ele mesmo manda Vivaldo ligar a grelha, hehehehehehe.

    ResponderExcluir
  5. de c-10... KKKKKKK
    Viva a justiça divina.

    ResponderExcluir
  6. Pois é... parece que depois do Bode Expiatório tudo ficou mais complicado quando se trata de burocracia salvífica: a mistura de Justiça e Misericórdia não faz bem à sabedoria dos homens.

    ResponderExcluir
  7. Mais quente Vivaldo, mais quente! Seu estúpido!

    Assim deve ser a gentileza do publico do ambiente tratando o mais fiel colaborador!

    ResponderExcluir
  8. Veja documentário que o doutor valdecy fez sobre Padre Cícero, após dois anos de filmagens. Intitulado: PADIM CIÇO, SANTOU OU CORONEL? Se gostar, comente, avalie e divulgue. Pode acessar através do blog: http://www.valdecyalves.blogspot.com visualizar o recado inteirorecolher recado

    ResponderExcluir
  9. Esse Dr. Valdecy é deputado ou alguma coisa assim? Pra mim que eu já vi esse nome...

    ResponderExcluir